INOVADORA!

Current track

Title

Artist

 

 


Aplicativos Tinder e Grindr são acusados de vender dados pessoais de seus usuários.

Written by on 28 de janeiro de 2020

Os aplicativos de relacionamento Tinder e Grindr são suspeitos de vender dados pessoais de seus usuários a empresas terceirizadas, incluindo sua orientação sexual no caso do Grindr, em violação à normativa europeia, denunciou um organismo norueguês.

O Conselho de Consumidores da Noruega assegurou que o Grindr, destinado especificamente ao grupo LGBT, compartilha dados de GPS, direção IP, idade e sexo de seus usuários com múltiplas empresas para melhorar a eficiência dos anúncios publicitários. Ao compartilhar esses dados, se pode deduzir a orientação sexual dos usuários, acrescentou.

Segundo o relatório “Out of control” (fora de controle) escrito pelo Conselho de Consumidores norueguês sobre coleta e uso de dados pessoais por parte de dez aplicativos, “a indústria publicitária está infringindo sistematicamente a lei”. O relatório também envolve o Tinder, acusado de compartilhar dados de seus usuários com pelo menos 45 empresas de seu proprietário, o Grupo Match

Segundo o Conselho de Consumidores norueguês, essas práticas podem levar a casos de discriminação, manipulação ou exploração.

O Grindr, controlado pela empresa chinesa Beijing Kunlun, foi procurado pela AFP mas não quis comentar a denúncia assim como a controladora do Tinder.

Ouça F5 News:


Reader's opinions

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *